Márcia Fellipe é critica por questionar canonização da Irmã Dulce


© Instagram


Evangélica, Márcia Fellipe se mostrou incomodada com a canonização da Irmã Dulce, ocorrida no último fim de semana. A cantora exaltou o trabalho solidário da freira, mas disse ser contra católicos a chamarem de santa.





VOCÊ VIU? Namorado de Hariany se pronuncia após traição em “A Fazenda”

Aos 43 anos, Dany Bananinha espera pelo primeiro filho

Sem querer? Bocardi dá risada ao anunciar “desculpas” de empresa

Max Porto, campeão do “BBB 9”, revela ter dívidas milionárias

“Ajudar ao próximo, sim. Mas não fez de nenhum ser humano ser ‘santa’. Santo só o Senhor Jesus Cristo. Não se deixem enganar. Leiam a Bíblia. E conhecereis a verdade. E a verdade vos libertará”, comentou no Instagram.

Depois, a famosa disse que foi questionada sobre seu posicionamento e decidiu se explicar: “O que falei sobre a Irmã Dulce, não foi sobre ela. Foi sobre o que iam fazer com o nome dela. Eu quero deixar bem claro: ela é um ser humano exemplo a ser seguido”.

A artista seguiu reforçando que “só Jesus Cristo é santo” e indicou passagens bíblicas aos seguidores. Ela ainda comentou as acusações de que não teria propriedade para julgar, já que é cantora e tem um estilo de vida que não seria apropriado.



“Eu canto, realmente. Eu vou para onde me chamarem, sou um ser humano. Mas Deus conhece o meu coração, como conhece o seu coração. Ele sabe das minhas verdades, como sabe dos meus pecados, das minhas falhas e das minhas escolhas erradas”, garantiu.



E acrescentou: “E peço desculpas, tá? Eu não falei sobre religião, eu falei sobre o que a palavra nos diz. Muita coisa que a gente vê acontecendo no mundo é feita pelo homem, assim como tem muita gente distorcendo o que eu tô dizendo com intolerância religiosa”.