Nostalgia pura! Com baladinhas, Paralamas do Sucesso agita Palco Mundo


© Márcio Cassol/Famosidades


Depois da rápida participação no show pelos 30 anos do Rock in Rio, na última sexta-feira (18), o Paralamas do Sucesso voltou ao Palco Mundo neste domingo (20) para mais um show no festival. Lá atrás, na primeira edição do evento, em 1985, o grupo marcou presença. Neste ano trouxe um repertório nostálgico.

A abertura do show se deu com “Vital e Sua Moto”, hit que faz parte do álbum “Cinema Mudo”, de 1983, e que foi tocada lá no primeiro Rock in Rio. “Inútil”, do Ultraje a Rigor, foi cantada por todos, assim como “O Calibre”, terceira canção a ser tocada na noite.

“Cinema Mudo” e “Ska” entraram na sequência. “Cuide Bem Do Seu Amor”, “Aonde Quer Que Eu Vá” e “Lanterna Dos Afogados”, grandes baladinhas, claro, estavam na ponta da língua do público.

“Óculos”, que foi executada durante a homenagem ao festival há dois dias, ganhou nova performance neste domingo. Em mais um cover, “Gostava Tanto de Você”, do saudoso Tim Maia, fez os fãs cantarem junto com o vocalista Herbert Vianna.

Ainda rolou “O Beco”, de 1988, “Caleidoscópio” e “Uma Brasileira”, a última mais recente, lançada em 1995. A canção, inclusive, também foi cantada na primeira noite de evento, no Palco Mundo mesmo. “Lourinha Bombril” entrou já na reta final da apresentação dos veteranos.

“Alagados”, outro ícone do fim dos anos 80, foi a penúltima canção a ser tocada pelos integrantes do Paralamas. Antes da última música, o baterista João Barone fez um rápido discurso para anunciar a canção que viria e citou a participação do grupo em 1985, no Maracanã: “Há 30 anos, estávamos aqui neste palco e acreditando em um país melhor. Rock in Rio, o Brasil pode dar certo!”. E ele anunciou “Que País É Este”, da Legião Urbana.

A canção ícone encerrou o show de forma mais elétrica, com os fãs cantando e batendo palmas. Um roteiro musical tradicional, com sucessos que quase todos sabem cantar, o que garantiu uma apresentação animada. Mais uma vez Os Paralamas do Sucesso acertaram e fizeram um show “redondinho” e dançante.



Close sidebar