Processo contra Michael Jackson por abuso sexual é encerrado


© Divulgação


Wade Robson perdeu o processo de assédio sexual que movia contra Michael Jackson. Na última terça-feira (19), o juiz que acompanhava o caso encerrou a ação e desconsiderou todas as acusações do coreógrafo, feitas em 2013.





VOCÊ VIU? Geraldo Luis engata namoro com bailarina do “Domingo Show”

Day McCarthy foi presa por prostituição, segundo polícia

“História de amor”, avalia Túlio sobre namoro com Fátima

Gravação de especial de Rodrigo Faro termina em agressão

Segundo o “TMZ”, o magistrado Mitchell L. Beckloff afirmou ainda que as empresas do cantor pop, que também eram consideradas rés, não tinham qualquer envolvimento no processo.

Vale lembrar que o dançarino chegou a sair em defesa do astro no tribunal, no passado, quando contou que por muitas vezes dormiu no Rancho Neverland – casa do artista -, sem nunca ter sofrido qualquer tipo de abuso. Contudo, depois da morte do famoso, abriu um processo e alegou que foi assediado sexualmente durante sete anos.

Em um comunicado, Howard Weitzman, advogado da empresa de Michael, afirmou que a decisão tomada pelo juiz foi certa e que o rapaz somente tentou se aproveitar da situação. “Isso sempre foi sobre dinheiro em vez de uma busca pela verdade”, declarou.