Rock in Rio: Elton John não decepciona e faz grande show com baladas de sucesso


© Márcio Cassol/ Famosidades


Sir Elton John dispensa apresentações e fez um grande show na noite deste domingo (20), no Palco Mundo, do Rock in Rio. O britânico, que já havia tocado na edição brasileira do festival há quatro anos, em 2011, viu novamente um público diversificado entre fãs mais maduros e os mais jovens. E todos cantando junto com ele cada canção.





O cantor entrou em cena animado e começou com um pequeno solo, sentou em cima de seu piano e acenou, todo simpático para a plateia, antes de começar “The Bitch is Back”, canção do álbum “Caribou”, lançado em 1974. Logo na sequência puxou a consagrada “Bennie And The Jets”, de 1973.



O repertório contou com os maiores hits do astro inglês lançados entre os anos 1970 e 1980. Assim como “Bennie”, a terceira música, “Candle In The Wind”, também faz parte do “Goodbye Yellow Brick Road”. Logo depois, voltando ainda mais no tempo, “Levon”, de 1971 foi tocada.

E sequência de grandes trabalhos continuou: “Tiny Dancer”, “Philadelphia Freedom e “Goodbye Yellow Brick Road”. Todas elas com direito, claro, ao coro e aos aplausos dos fãs. Sir Elton John usou e abusou dos solos de piano com muita técnica e bastante elétrico.

Em clima agradável e leve, “Rocket Man” foi muito comemorada pelo público. “I Guess That’s Why They Call It The Blues”, de 1983, não ficou de fora do prestigiado setlist. Para os fãs mais velhos e que conseguiram acompanhar o início da carreira do britânico, “Skyline Pigeon”, que faz parte do disco “Empty Sky”, de 1969, veio logo depois.

Elton manteve bom ritmo em sua apresentação. Sempre com grandes baladas e solos animados e agitados. Foi um clássico atrás do outro: “Sad Song”, “Sorry Seems To Be The Hardest Word”, Don’t Let The Sun Go Down On Me” e “I’m Still Standing”, de 1984, antes da reta final do show.

As duas últimas canções antes da “pausa dramática” são do mesmo ano, 1973: “Your Sister Can’t Twist” e “Saturday Night’s Alright”. Elton agradeceu, saiu do palco e ouviu os aplausos dos inquietos fãs. Mas por sorte foi por pouco tempo. Em menos de dois minutos ele voltou. Ovacionado, terminou com “Your Song”, de 1970.

Com mais de cinco décadas de estrada e mais de 250 milhões de discos vendidos, Sir Elton John está em plena forma. Depois de um grande show, veio ainda o carinho com o público brasileiro: “Sempre que venho ao Brasil, vivo bons momentos”.