Três seguranças de show do Harmonia do Samba são mortos


© Instagram


Três seguranças que trabalhavam no evento “A Melhor Segunda Feira do Mundo”, do grupo Harmonia do Samba, em Salvador, na Bahia, foram assassinados a tiros no fim da tarde da última segunda-feira (6).

VOCÊ VIU? Polícia prende 3º suspeito da morte da cantora Loalwa Braz

Geraldo Mota Cunha, Márcio Rogério Bandeira e Derivaldo Rocha dos Santos estavam em um dos acessos ao estádio de Pituaçu, na Avenida Pinto de Aguiar, onde aconteceria o show, quando levaram foram alvos dos disparos. Geraldo e Márcio ainda tiveram os corpos queimados.

Segundo o jornal “A Tarde”, a Polícia Civil acredita que as mortes foram causadas por vingança de um grupo de homens presos e agredidos por eles, há cerca de uma semana, durante os ensaios do evento.

“Algumas testemunhas já foram conduzidas ao DHPP – Departamento de Homicídios. Também já solicitamos as imagens das câmeras de segurança do local”, afirmou o delegado Odair Carneiro, da Delegacia de Homicídios Múltiplos (DHM) à publicação.

Devido à tragédia, o Harmonia do Samba cancelou a festa e a produção do grupo divulgou nota lamentando o ocorrido.

“A produção do projeto ‘A Melhor Segunda Feira do Mundo’ informa que o evento que aconteceria hoje (6), a partir das 20h, no Estádio de Pituaçu, foi cancelado. Por volta das 16h30 de hoje, três homens, contratados pela empresa terceirizada que presta serviço de segurança para a festa, foram baleados nas imediações do Estádio Pituaçu. A organização do evento lamenta o ocorrido e se solidariza com as famílias das vítimas e, em respeito a elas e também devido ao transtornos nas mediações da festa, a organização pede desculpas ao público e informa que os ingressos valerão para o evento da próxima semana, no dia 13 de fevereiro. Quem não desejar ir no dia 13, terá o valor ressarcido nos pontos de vendas”, dizia comunicado.



Close sidebar