“Dona”: Fabiana tenta matar Agno


© TV Globo


Por essa Fabiana (Nathalia Dill) não esperava. A ex-noviça, que pensava ter deixado o comando da Bolos da Paz com uma bolada, perdeu tudo ao ter suas contas hackeadas por Bernardo (Bruno Gissoni), a mando de Agno (Malvino Salvador), em A Dona do Pedaço.





VOCÊ VIU? Solteira, Paolla Oliveira está saindo com funcionário da Globo

Caio Castro sobre foto de Grazi Massafera: “Horrorosa”

Jornalista confirma mudança de Anitta para os EUA em 2020

Mariana Goldfarb nega ‘climão’ com Alinne Moraes: “Admiro”

“Esse dinheiro nunca foi seu, Fabiana. Era meu, você roubou meu dinheiro, mentiu, entrou para a construtora e depois não queria sair. Só saiu quando a construtora negociou a fábrica de bolos. Tem mais. Eu sei que você pegou dinheiro da Josiane (Agatha Moreira)”, confronta o empresário.

Fabiana diz que foi roubada e que vai chamar a polícia, porém, Bernardo lhe diz que os milhões não serão encontrados.

“Eu sinto muito. Mas ninguém vai encontrar traço do dinheiro nas suas contas. Eu fiquei um bom tempo trabalhando na fábrica. Descobri suas senhas, identifiquei seus pagamentos, sua conta secreta, joguei o dinheiro para uma conta no Leste Europeu, depois pra outra, ninguém consegue rastrear.”



“Chame a polícia. O Bernardo é um excelente hacker, não vai conseguir provas de que o dinheiro veio para minhas contas secretas. Tem mais, se a polícia vier, vai investigar a origem do seu dinheiro. O que vai encontrar? Roubo, chantagem. No tribunal, quase foi parar na cadeia. Tente mexer comigo. Vai para a cadeia sem sombra de dúvida”, tripudia Agno, que lembra todo o mal que a cobra lhe causou:



“Você mexeu com minha família, Fabiana. O dinheiro não é nada. Mas com família não se mexe. Isso eu não pude perdoar.”

No auge da revolta, a ex-noviça pega o revólver na bolsa e aponta pra Agno, que se intimida. Mas ela não contava com a chegada de Leandro (Guilherme Leicam), que, também armado, diz que atira sem piedade para defender Agno.

“Eu jurei nunca mais atirar em ninguém. Mas para defender o Agno, atiro”, sentencia o ex-justiceiro.