Felipe morre em tragédia na primeira fase de “Além do Tempo”


© Divulgação/TV Globo


“Além do Tempo” – trama das 18h da Globo – terá uma passagem de 150 anos entre os dias 16 e 19 de outubro. A primeira fase da novela, que se passa no século 19, chegará ao fim com a morte trágica de Felipe (Rafael Cardoso).





Segundo o “Notícias da TV”, em uma das sinopses entregues aos atores antes do início do folhetim, o rapaz e Lívia (Alinne Moraes) morrem abraçados em um acidente provocado por Pedro (Emílio Dantas), mas há ainda a possibilidade de apenas o Conde falecer.

De acordo com um dos desfechos escritos por Elizabeth Jhin, tudo começará quando Melissa (Paolla Oliveira) avisar a Felipe que seu amado pretende fugir de barco com a ex- noviça. Tomado pelo ciúme, o noivo de Lívia tratará de segui-los e provocará o acidente.

Pedro, então, ficará louco após o assassinato, e Melissa colocará fogo no casarão e morrerá queimada.



Já na segunda fase da produção, todos os personagens voltarão reencarnados, nos dias atuais, com características opostas às que apresentavam anteriormente.



Além disso, as famílias terão configurações diferentes e as pendências que restaram da fase anterior voltarão à tona.

Emília (Ana Beatriz Nogueira) será uma mulher rica, filha de Vitória (Irene Ravache), dona de uma vinícola falida. As duas terão uma relação tão conturbada quando à da vida passada, e a morena será mais uma vez separada de Bernardo (Felipe Camargo).

Pedro e Lívia, por sua vez, serão noivos e bem-sucedidos, enquanto Felipe e Melissa terão uma vida pobre e um casamento infeliz.