Aos 42 anos, Caio Junqueira morre uma semana após acidente


© Divulgação


Bastante conhecido por ter participado de “Tropa de Elite” (2007), Caio Junqueira morreu, nesta quarta-feira (23), uma semana após ser vítima de um acidente grave de carro na zona sul do Rio de Janeiro.

VOCÊ VIU? Faustão bate com o microfone em bailarina ao vivo na Globo

Preta Gil interrompe gravação e é internada às pressas em SP

Anitta assume namoro durante ensaio do seu bloco de Carnaval

Jorge, da dupla com Mateus, se separa após 7 anos de união

O ator, que estava internado no Hospital Miguel Couto, passou por duas cirurgias e seu estado de saúde era preocupante. Na última terça-feira (22), sua febre havia baixado e os drenos dos pulmões foram retirados, mas o famoso não resistiu.

Segundo o “G1”, a Secretaria Municipal de Saúde confirmou o óbito registrado às 5h15.





O famoso dirigia sozinho quando perdeu o controle do carro, que subiu o meio-fio e bateu em uma árvore. O veículo chegou a capotar e o artista ficou preso nas ferragens.

O estado delicado de saúde de Caio inspirou uma corrente de atores que pediram doações de sangue nas redes sociais.

Filho do também ator Fábio Junqueira, o rapaz era irmão por parte de mãe de Jonas Torres. Começou a carreira em 1984, aos 7 anos e não parou mais.

Somente na TV, o artista participou de mais de 20 produções, além de no cinema ter estrelado 10 curtas e pelo menos 15 longas-metragens.



O primeiro trabalho de Caio na TV Globo se deu em um episódio do seriado “Armação ilimitada” (1985-1988), de Guel Arraes, ao lado do irmão.



Após passagem pela Record, Junqueira gravou a primeira temporada da série “O Mecanismo”, da Netflix, repetindo a parceria como diretor José Padilha. Foi seu último trabalho.