“Malhação”: Juíza decide futuro de Nina e Rita se desespera: “Eu fui enganada”


© TV Globo


Desde que saiu de Queimados em Malhação – Toda Forma de Amar, Rita (Alanis Guillen) pensa em apenas uma coisa: recuperar sua filha. No nascimento da criança, o pai da jovem mentiu, dizendo que a pequena tinha morrido. Mas, pouco tempo depois, Rita descobriu que, na verdade, sua filha foi abandonada pelo próprio avô em um hospital.





VOCÊ VIU? Namorada sobre morte de Rafael Miguel: “Só queríamos ser livres”

Xuxa revela ter sido assediada por diretor da Globo: “Quatro vezes”

Internautas vibram com notícia sobre episódio do “MasterChef”

Mauro Naves pode ser demitido após vazamento de conversa do caso Neymar

A partir daí, Rita começou uma jornada em busca da menina, chegando até Lígia (Paloma Duarte), a médica que adotou a criança, que foi batizada como Carolina e recebeu o apelido de Nina. Depois de trocarem muitas farpas e acusações, as duas entraram em uma batalha judicial para decidir quem ficaria com a guarda da menina.

E agora, a última audiência do caso chegou ao fim e a juíza está pronta para dar seu parecer que, infelizmente, não é nada bom para Rita. “Nesse contexto, visando assegurar o melhor interesse da criança, não autorizo que a mãe biológica, Rita Gomes Moraes, tenha direito à convivência com a menor Carolina Pinheiro Henriques”, declara a juíza.

Rita se desespera ao saber que não poderá ficar com a filha e tenta argumentar com a juíza, mas ela é irredutível. “Não há nos autos nesse momento elementos que traduzam a convicção de que de fato a mãe teria sido enganada em sua boa fé quando do nascimento da criança.”

“Mas eu fui enganada! Pelo meu pai!”, suplica Rita.

Mas de nada adianta. Lígia e Joaquim (Joaquim Lopes), comemoram a decisão, enquanto Lara (Rosanne Mulholland), advogada do casal, desdenha do sofrimento da mãe biológica.