“Tempo”: Agustina é banida da igreja por padre Luís


© TV Globo


Enquanto não consegue ter os congelados fisicamente na empresa para as pesquisas, a Criotec vai fechando o cerco contra a família Sabino, e seus amigos, da maneira que pode. E eles são poderosos, viu? Até mesmo Agustina (Rosi Campos) está sofrendo as consequências dessa perseguição. Ela vai até a igreja e escuta, do próprio padre Luis (Alexandre Barros), que está proibida de frequentar o santuário.





VOCÊ VIU? Regina Volpato pede saída de Tia do “Mulheres”; entenda

Adnet causa polêmica ao cantar “Não Seja Reaça” no “Encontro

Anitta surge pela primeira vez agarradinha ao novo namorado”

Deborah Secco passa 5 horas em salão e radicaliza visual

Agustina vai até a igreja para se confessar, como de costume. Ela senta no confessionário e começa a conversar com padre Luís, quando é interrompida. “Padre… Dai-me a vossa benção porque pequei”, Agustina diz.

“Não, dona Agustina, a senhora não cometeu pecado algum”, o padre a corrige.

“Então por que o senhor acaba de me negar o direito de comungar?”, ela quer saber.



“Recebi uma determinação da Cúria, que impede a senhora de frequentar a Igreja”, padre Luís explica.



Na mesma hora, Agustina fica muito magoada. Afinal de contas, sua vida é a religião e a fé que tem. Ela reclama com o padre e não entende o que está acontecendo. Na realidade, ela nem desconfia que outros congelados também estão sendo perseguidos! “Eu sinto muito… Mas eles foram bastante persuasivos na sua determinação”, padre Luís explica.
“’Eles’ quem? Eu posso falar com o arcebispo primaz do Brasil. Dom Antonio de Macedo. Se bem que ele não há de estar vivo a essa altura”, ela tenta argumentar. “Espero que tudo se esclareça o mais rápido possível”, o padre lamenta.