“Tempo”: Polícia dá ultimato em manifestantes em defesa da SamVita


© TV Globo


Lúcio (João Baldasserini) está prestes a concretizar seu plano de colocar a SamVita “no rés do chão”, mas Samuca (Nicolas Prattes) organizou uma manifestação pacífica de resistência para tentar impedir que o prédio seja implodido. Porém, com uma ordem judicial, o vilão acionou a polícia para executá-la. Só que Dom Sabino (Edson Celulari) não está nem um pouco disposto a ceder, em O Tempo Não Para.





VOCÊ VIU? Dennis Carvalho se emociona ao relembrar morte do filho com Torloni

Saiba por que participante foi expulso do “BBB” antes da estreia

David Brazil expõe namoro de Anitta com rapaz carioca

Faustão dá beijo na boca de Susana Vieira ao vivo no “Domingão”

Com a chegada dos policiais, o clima em volta da SamVita é de tensão. Um oficial se aproxima dos manifestantes e avisa: “Se vocês todos não saírem de forma pacífica, serão retirados daqui à força…”

Samuca se mantém firme e declara que não vão sair. Marocas (Juliana Paiva) tenta argumentar, dizendo que estão ali em missão de paz. Já Dom Sabino apela para a consciência do policial: “Comandante, Há uma grande diferença entre o que é legal e o que é justo. É preciso agir de acordo com sua consciência e não movido pelo interesse dos poderosos. Nada pode destruir um sonho sonhado por tantas pessoas ao mesmo tempo!”

“O que eu sei é que vou cumprir essa ordem judicial… E se não obedecerem, eu e meus homens vamos ter de obrigar vocês a sair”, rebate o comandante, mostrando o documento.



A tensão continua por algum tempo, o grupo do abraçaço se pergunta o que vai acontecer. Dom Sabino espera que a polícia desista e vá embora, mas Carmen (Christiane Torloni) não acredita que essa seja uma possibilidade. Até que o Comandante se aproxima e dá o último aviso, em alto e bom som: Atenção! É a última chance de vocês! Ou vocês saem em paz ou nós teremos de agir! A escolha é de vocês!”