Mulher agredida por diretor da Vai-Vai está “abalada”, diz delegada


© Divulgação


A mulher que teve os cabelos puxados e foi empurrada pelo ex-namorado, Anderson Roberto, um dos diretores da Vai-Vai, no último fim de semana, está abalada e envergonhada.

VOCÊ VIU? William Bonner ‘perde’ atenção no “JN” por motivo inusitado

Apresentador anuncia saída da GloboNews após 22 anos

Claudia Raia relembra filme erótico: “Tenho orgulho”

“BBB 19”: Eliminado por acusações de assédio, Vanderson desabafa

“Já foram tomadas todas as medidas da investigação. Tivemos acesso às imagens de segurança do Anhembi, ouvimos testemunhas, colhemos depoimentos e já foi expedida a medida protetiva”, contou a delegada que investiga o caso, Patrícia Chalfun, ao “Uol”.





A autoridade aproveitou para convocar nossas pessoas para prestarem esclarecimentos: “E se tiver mais alguma testemunha que queira colaborar, por favor, basta me procurar na delegacia”.

Vale lembrar que a agressão aconteceu durante ensaio técnico no Sambódromo do Anhembi, em São Paulo. Um vídeo com o conteúdo da publicação em que uma moça aparece sendo empurrada e tendo os cabelos puxados, logo repercutiu nas redes sociais.

A agremiação tomou algumas medidas drásticas após o escândalo. Nas redes sociais, a escola repudiou o ato cometido por seu integrante, e ainda lançou uma campanha para incentivar as mulheres que são vítimas de violência.



Além disso, a Liga também se pronunciou dizendo que proibiu o agressor de entrar no Sambódromo.



Segundo o “G1”, Anderson Roberto, o Pepê, será indiciado por contravenção de vias de fato e ameaça, no contexto da Lei Maria da Penha. Ele já prestou depoimento.