“Orgulho e Paixão”: Cecília e Rômulo ganham guarda de bebê


© TV Globo


Após ser denunciada por Josephine (Christine Fernandes) e obrigada a entregar o bebê que encontrou em seu jardim para a polícia, Cecília (Anaju Dorigon) busca a todo custo adotar a criança. Ela finalmente consegue descobrir sua origem, e vai ao tribunal para tentar conseguir a guarda.





“A mãe engravidou, o pai a abandonou e ela morreu no parto. Ela trabalhava na casa de Dona Olga, que sabia que estávamos tentando ter filhos. Então deixou o bebê na nossa porta”, diz Cecília ao juiz.

Jorge (Murilo Rosa) está ajudando na defesa e diz que já comprovou que o bebê não tem mais parentes vivos. O juiz ainda não acha que o casal está preparado e pergunta sobre a estabilidade mental de Cecília, que foi questionada por Josephine na denúncia.

“Minha esposa foi vítima de uma armação que a fez duvidar da própria sanidade. Meus pais se enredaram em um casamento desastroso, se destruíram. Mas saí vivo e escolhi uma boa família para mim”, diz Rômulo (Marcos Pitombo).

Finalmente, o juiz decide que o casal deve ser responsável pela criança.

“Meu bebê! Nosso filho! Ah, Rômulo… que felicidade, que felicidade!”, diz Cecília, radiante.