“Desumano”, diz ator de “Paraíso” sobre personagem pedófilo


  • © Divulgação/TV Globo
  • © Divulgação/TV Globo
  • © Divulgação/TV Globo
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram


Pedófilo em “O Outro Lado do Paraíso” – trama das 21h da TV Globo -, Flávio Tolezani revelou que viver o delegado Vinícius no folhetim foi estafante.





VOCÊ VIU? Em “Paraíso”, Renato será desmascarado por Clara

Maria Melilo viaja a Portugal com novo amor de 75 anos

Pedro Scooby irrita atendentes em camarote da Sapucaí

Globo produzirá reportagem especial sobre Kaysar do “BBB 18”

No segundo dia [de gravações] eu saí completamente moído, com uma dor nas costas, uma tensão. Ouvir tudo aquilo ali não é bom, é muito desumano”, contou o ator ao “Fantástico”.

No folhetim, o artista encarnou um mau caráter que abusou sexualmente da enteada, Laura (Bella Piero). “O que mexeu mais comigo é no sentido da compaixão. É tão inaceitável o cara que não tem empatia“, avaliou.

A sequência em que o rapaz assumiu o crime – que, aliás, causou grande repercussão na web – foi comentada também pelo autor da novela, Walcyr Carrasco. “Esse personagem atingiu em cheio o público. O agressor pode estar muito perto de você”, alertou.



Vale lembrar que Flávio Tolezani já terminou suas gravações na trama. Após ser preso por pedofilia, seu personagem Vinícius foi assassinado na cadeia.