Após acusação, Luiz Bacci é obrigado a pagar R$ 30 mil a homem


© Record TV


A Record TV e Luiz Bacci, âncora do “Cidade Alerta”, foram condenados a pagar indenização de R$ 30 mil por danos morais pela 2ª Vara Cível do Tribunal de Justiça. Durante o programa, o apresentador acusou um homem de cometer homicídio qualificado em abril. No entanto, ele não tinha envolvimento com o caso transmitido no ar.  





VOCÊ VIU? Acusação de racismo: Famosos se manifestam contra Silvio Santos 

Familiares de Gugu querem criar campanha para doação de órgãos 

Izabella Camargo diz ter sido vetada por apresentador da Globo 

Caçulinha revela como ficou relação com Faustão após deixar “Domingão” 

De acordo com informação do site “Observatório da Televisão”, Gessi Marcos Ribeiro dos Santos foi apontado como terceiro suspeito de um crime cometido por seu sobrinho. Nos autos, o homem alegou que, após a divulgação da matéria, virou alvo de uma “caçada” nas redes sociais de pessoas que acreditam que ele era um criminoso. Devido à exposição, ele precisou apagar os perfis e se isolar.  

Para a juíza de direito Beatriz Sylvia Straube de Almeida Prado Costa, o Cidade Alerta, Luiz Bacci e a Record ultrapassaram a liberdade de imprensa protegida por lei, ofendendo a dignidade e a honra do homem.  

A Record TV e Luiz Bacci ainda podem recorrer da decisão.  



  • © Instagram

    Luiz Bacci começou a trabalhar como jornalista, aos 11 anos, em 1995, na rádio Diário de Mogi das Cruzes, no interior de São Paulo. Alguns anos depois, foi contratado pelo SBT. Em 2009, foi para a Record. Deixou o canal para ir para a Band, mas logo retornou à emissora dos bispos

  • © Instagram

    Luiz Bacci começou a trabalhar como jornalista, aos 11 anos, em 1995, na rádio Diário de Mogi das Cruzes, no interior de São Paulo. Alguns anos depois, foi contratado pelo SBT. Em 2009, foi para a Record, Deixou o canal para ir para a Band, mas retornou à emissora dos bispos

  • © Instagram

    Luiz Bacci começou a trabalhar como jornalista, aos 11 anos, em 1995, na rádio Diário de Mogi das Cruzes, no interior de São Paulo. Alguns anos depois, foi contratado pelo SBT. Em 2009, foi para a Record, Deixou o canal para ir para a Band, mas retornou à emissora dos bispos

  • © Instagram

    Luiz Bacci começou a trabalhar como jornalista, aos 11 anos, em 1995, na rádio Diário de Mogi das Cruzes, no interior de São Paulo. Alguns anos depois, foi contratado pelo SBT. Em 2009, foi para a Record, Deixou o canal para ir para a Band, mas retornou à emissora dos bispos

  • © Instagram

    Luiz Bacci começou a trabalhar como jornalista, aos 11 anos, em 1995, na rádio Diário de Mogi das Cruzes, no interior de São Paulo. Alguns anos depois, foi contratado pelo SBT. Em 2009, foi para a Record, Deixou o canal para ir para a Band, mas retornou à emissora dos bispos

  • © Instagram

    Luiz Bacci começou a trabalhar como jornalista, aos 11 anos, em 1995, na rádio Diário de Mogi das Cruzes, no interior de São Paulo. Alguns anos depois, foi contratado pelo SBT. Em 2009, foi para a Record, Deixou o canal para ir para a Band, mas retornou à emissora dos bispos

  • © Instagram

    Luiz Bacci começou a trabalhar como jornalista, aos 11 anos, em 1995, na rádio Diário de Mogi das Cruzes, no interior de São Paulo. Alguns anos depois, foi contratado pelo SBT. Em 2009, foi para a Record, Deixou o canal para ir para a Band, mas retornou à emissora dos bispos

  • © Instagram

    Luiz Bacci começou a trabalhar como jornalista, aos 11 anos, em 1995, na rádio Diário de Mogi das Cruzes, no interior de São Paulo. Alguns anos depois, foi contratado pelo SBT. Em 2009, foi para a Record, Deixou o canal para ir para a Band, mas retornou à emissora dos bispos

  • © Instagram

    Luiz Bacci começou a trabalhar como jornalista, aos 11 anos, em 1995, na rádio Diário de Mogi das Cruzes, no interior de São Paulo. Alguns anos depois, foi contratado pelo SBT. Em 2009, foi para a Record, Deixou o canal para ir para a Band, mas retornou à emissora dos bispos

  • © Instagram

    Luiz Bacci começou a trabalhar como jornalista, aos 11 anos, em 1995, na rádio Diário de Mogi das Cruzes, no interior de São Paulo. Alguns anos depois, foi contratado pelo SBT. Em 2009, foi para a Record, Deixou o canal para ir para a Band, mas retornou à emissora dos bispos