Cenário de “Homeland” exibe grafite em árabe que acusa série de racismo


© Reprodução


Um grafite em árabe feito em um dos cenários de “Homeland” deu o que falar, em cena que foi ao ar no último domingo (11), nos Estados Unidos. O motivo? A frase era uma acusação de racismo à série.





Segundo o “O Globo”, três artistas árabes foram contratados para pichar o cenário de um acampamento de refugiados na Alemanha. Os profisisonais, então, aproveitaram o desconhecimento das pessoas da produção para fazer críticas ao programa.

Entre as mensagens feitas na parede estavam “‘Homeland’ é racista” e “‘Homeland’ é uma piada e não nos faz rir”.

As letras estão claramente visíveis no segundo episódio da quinta temporada da série.



Em comunicado publicado em seu site, Heba Amin – um dos três grafiteiros – explicou que a mensagem política abordada na produção, que linka o Irã à al-Qaeda, é “altamente tendenciosa” ao representar árabes, paquistaneses e afegãos, além de “deturpar brutalmente cidades como Beirute, Islamabad e o chamado mundo muçulmano em geral”.



Por esse motivo, o trio decidiu contra-atacar a equipe e fazer as escritas na parede.

“Foi nosso momento de provar nosso ponto ao subverter a mensagem da série usando a própria série”, avaliou.

Vale lembrar que “Homeland” é exibida no canal fechado Showtime. Já no Brasil, a série passa no canais FX e Globo, além de estar disponível na Netflix.