Datena dá bronca em equipe ao vivo: “Sensacionalismo barato”


  • © Band
  • © Band
  • © Band
  • © Band
  • © Band
  • © Band
  • © Arquivo Pessoal
  • © Divulgação/Band
  • © Band
  • © Band
  • © Band
  • © Band
  • © Band
  • © Band
  • © Band
  • © Band
  • © Twitter
  • © Band


José Luiz Datena soltou o verbo no “Brasil Urgente”, da Band, nesta sexta-feira (2). O apresentador acusou sua equipe de tentar fazer sensacionalismo durante a cobertura sobre a queda do avião que levava a equipe da Chapecoense à primeira final internacional, em Medellín, na Colômbia, na madrugada da última terça-feira (29).

VOCÊ VIU? Marlon Teixeira lamenta morte do avô em voo da Chapecoense

Tudo começou enquanto o jornalista conversava com Raimundo Colombo, governador de Santa Catarina, sobre o velório das vítimas na cidade de Chapecó, e foi interrompido por alguém da produção através do ponto eletrônico. A pessoa em questão queria informa-lo sobre os números da audiência do programa naquele momento.

Irritado, Datena pediu à equipe para não “confundir as bolas” e “não fazer sensacionalismo barato”, porque o momento é delicado.

“Eu não estou aqui por causa de audiência, se vocês quiserem um cara por causa de audiência, botam outro cara aqui [no meu lugar]. Eu estou vivendo da mesma forma que as pessoas do outro lado da televisão, um momento de extremo sentimento. Não vamos começar a confundir as bolas e fazer sensacionalismo barato aqui, não. Se for para me interferir para passar informação, pode interferir, agora se for para passar audiência, nem precisa falar comigo mais”, detonou.

Após terminar a conversa com o governador, o apresentador do policialesco voltou a reclamar no ar.

“Não estou aqui para ler números, não sou matemático, não ganho por audiência, eu ganho por trabalho realizado por dignidade, o que se espera é dignidade, principalmente em um momento como esse. Não me encham a paciência, não, esse é um momento de respeito”, finalizou.



Close sidebar