Datena faz desabafo no “Brasil Urgente”: “Não adianta fazer pressão para me mandarem embora da Band”




José Luiz Datena fez um daqueles seu desabafos durante o “Brasil Urgente” nesta quinta-feira (24). O apresentador acusou o atual secretário municipal de Transportes de São Paulo, Jilmar Tatto, de pressionar o dono da Band, Jhonny Saad, para que o jornalista fosse demitido do canal.

“O cara vem chiar aqui. Liberdade de imprensa para o PT é o quê? Vir chiar para o dono da televisão? Porque se o dono da televisão não fosse democrático, eu estaria na rua. Não adianta vir fazer pressão para me mandarem embora, não. O secretário veio aqui ontem meter o pau em mim, que eu estou falando demais, perguntar se eu sou candidato. Se eu sou candidato ou não, é um problema meu, não é seu. Estão com medo de perder de mim?”, esbravejou.

O veterano, que pretende sair candidato a prefeito, avisou que não tem medo de perder o emprego. “O secretário de Transportes, que desceu a lenha em mim para o dono da televisão, deve ter pulado essa parte. Vocês querem o quê? Me mandar embora daqui? E se me mandarem – eu sei que não vão porque a família Saad sempre segurou a minha onda – não tenho medo de perder emprego, eu tenho medo de perder a vergonha na cara, que vocês perderam.”

Datena tocou no assunto ao saber que os segurenças de um hospital haviam barrado a entrada de uma repórter da emissora paulista para gravar imagens no local.



Close sidebar