Em tom emocionado, Jô encerra programa na Globo: “Até logo”


  • © Divulgação/TV Globo
  • © TV Globo
  • © TV Globo
  • © TV Globo
  • © TV Globo
  • © TV Globo
  • © TV Globo
  • © TV Globo
  • © TV Globo
  • © TV Globo
  • © TV Globo
  • © TV Globo
  • © TV Globo
  • © TV Globo
  • © TV Globo
  • © TV Globo
  • © TV Globo
  • © Divulgação/TV Globo
  • © TV Globo
  • © Divulgação/TV Globo
  • © TV Globo
  • © TV Globo
  • © TV Globo


Depois de 16 anos, na última sexta-feira (16) chegou ao fim o “Programa do Jô”, na TV Globo. Muito aplaudido pela plateia, que contou com nomes famosos da emissora carioca, o apresentador se emocionou ao rever momentos históricos da atração e relembrar amigos feitos ao longo de sua carreira.

VOCÊ VIU? Famosos relembram entrevistas no último dia de Jô na Globo

“Estamos estreando”, brincou, após longos minutos de palmas. “Foram 14.426 entrevistas, contando com a de hoje, haja bunda nessa cadeira! Eu não aguento me ver [na TV], porque quando eu me vejo, me acho até gordo”, disse, aos risos.

O convidado não podia ser mais especial: Ziraldo, que participou nada menos que 24 vezes do programa, mas acabou sendo coadjuvante em uma despedida com sabor de “até logo”, como fez questão de deixar claro o âncora.

Entre agradecimentos de carinho à sua equipe, banda e plateia, Jô fez questão de relembrar o início da carreira no SBT: “Antes de qualquer coisa, eu quero agradecer ao Silvio Santos, porque esse programa modificou a minha vida e foi graças a ele que eu estou aqui até hoje. Primeiro a ele, que abriu essa porta para mim. Depois – na volta a Globo – à Marluce Dias [diretora-geral], o Erico Magalhães [diretor de jornalismo] e a uma pessoa já falecida, meu amigo fraterno, Evandro Carlos de Andrade, um dos responsáveis por fazer essa aproximação. Para todo esse pessoal, o meu eterno beijo do gordo”.

Nas redes sociais, entre muitas homenagens de famosos, os fãs lamentaram o término da atração: “Independente das opiniões, ainda não apareceu ninguém do nível dele. É melhor aceitar que dói menos!”, disse uma. “Jô Soares, fez parte de minha insônia, me fez boa companhia, talvez por isso eu não dormia”, refletiu outra. “Segunda tem de novo?! Se Nazaré Tedesco vai voltar, por que o Jô não pode, né?!”, brincou uma terceira.

Ainda não se sabe ao certo qual será o destino do veterano na emissora carioca, já a sua faixa de horário vem sendo cotada para ficar sob o comando de Pedro Bial.



Close sidebar