Ex-apresentador do “Balanço Geral” notifica Record


  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Record
  • © Divulgação/Record
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Divulgação/Gshow
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Divulgação
  • © Instagram
  • © Facebook
  • © Facebook
  • © Facebook
  • © Divulgação/Gshow
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Divulgação
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Manuela Scarpa e Rafael Cusato/Brazil News
  • © Divulgação/Gshow
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © AgNews
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © AgNews
  • © Snapchat
  • © Instagram
  • © AgNews
  • © TV Globo
  • © TV Globo
  • © Montagem - Instagram e Divulgação
  • © Instagram
  • © Snapchat
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Facebook
  • © Instagram
  • © TV Globo
  • © TV Globo
  • © TV Globo
  • © TV Globo
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © AgNews
  • © Instagram
  • © Instagram


Marcos Paulo Ribeiro de Morais, o Marcão do Povo, vai notificar extra-judicialmente a Rede Record para que a emissora dos bispos cumpra seu contrato de três anos até o fim de 2019.

VOCÊ VIU? Manifestantes pedem volta de jornalista que xingou Ludmilla

O ex-apresentador do “Balanço Geral” de Brasília foi demitido por justa causa em 18 de janeiro, depois de chamar a cantora Ludmilla de “macaca” ao vivo, nas edições do telejornal dos dias 9 e 17 do mesmo mês.

Apesar disso, os advogados do comunicador afirmaram que a Record não poderia rescindir seu contrato alegando que o cliente usou uma expressão comum como dizer que alguém “está com a macaca”, e que, caso houvesse alguma punição, esta seria uma advertência ou suspensão, e não, uma demissão.

Caso ganhe a causa, Marcão receber R$ 10 milhões da emissora, segundo o colunista Ricardo Feltrin.



Close sidebar