Fê Gentil chora ao vivo e é consolada por Flávio Canto


  • © TV Globo
  • © TV Globo
  • © TV Globo
  • © TV Globo
  • © Divulgação/TV Globo
  • © TV Globo
  • © Twitter
  • © TV Globo
  • © TV Globo
  • © TV Globo
  • © Divulgação
  • © Instagram
  • © Divulgação
  • © Divulgação
  • © Divulgação
  • © Divulgação
  • © Instagram
  • © Divulgação/TV Globo
  • © Instagram
  • © Divulgação
  • © TV Globo
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © TV Globo
  • © Instagram
  • © Divulgação/Fernando Torquatto
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Record
  • © Divulgação
  • © Rafael Cusato/Brazil News
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Divulgação
  • © Instagram
  • © Divulgação


Fernanda Gentil e Flávio Canto não seguraram a emoção no encerramento do “Esporte Espetacular”, da TV Globo, deste domingo (4) e foram às lágrimas após a exibição de uma reportagem especial sobre os jornalistas mortos no acidente da Chapecoense, em 29 de novembro.





VOCÊ VIU? Chapecoense: “JN” é criticado por reportagem com famílias

Arrasados com a tragédia que aconteceu com seus colegas de trabalho, os apresentadores do telejornal esportivo quase não conseguiram finalizar o noticiário e ficaram em silêncio por alguns instantes.

Após se recompor, a jornalista foi consolada pelo ex-judoca, ganhou um abraço e um beijo e fez um discurso emocionado.

“Bom, [este foi] o programa mais difícil que a gente fez com certeza. Só resta a gente se abraçar, né, e desejar força para a família de todas essas pessoas, para os amigos, para os parentes. Acho que a gente tem nesse momento que rezar, seja qual for o rosto do seu Deus. E a gente tem que ter fé para passar força para quem precisa, se apegar aos amigos que estão aqui com a gente para ter boas energias e para fazer tudo isso: valorizar os momentos importantes, as pessoas importantes”, disse.



A loira encerrou mandando mais um recado aos telespectadores: “A gente se apega a tanta coisa pequena, tanta coisa que não tem valor que o tempo leva e eu acho que a gente precisa voltar a olhar um pouco para as pessoas que estão do nosso lado, para rever nossos conceitos e valores porque é isso que importa. Em um momento como esse acho que a gente tem que olhar para o nosso lado e ver o que a gente tem, o que construiu e se apegar a isso. Só posso dar um abraço simbólico, um beijo, para as pessoas que perderam seus entes queridos de uma forma tão dolorosa”, lamentou.



Fê Gentil encerrou seu depoimento pedindo desculpas por ter se emocionado.

“Desculpa, gente, hoje não tem protocolo, não tem regra…”, completou.

Flávio Canto, por sua vez, homenageou os amigos mortos no acidente.

“Nunca imaginei estar fazendo o ‘Esporte Espetacular’ dessa forma, mas é uma semana para a gente sempre lembrar do carinho do povo colombiano e do mundo todo”, declarou.

Tragédia

O acidente com o avião da Chapecoense deixou 71 mortos e seis sobreviventes, entre eles os jogadores Alan Ruschel, Follmann e Neto e o jornalista Rafael Henzel.

Além da equipe e da delegação do time de Chapecó, morreram ainda parte da tripulação e outros 20 profissionais de imprensa.