‘Filha’ dos Trapalhões assume mágoa de Renato Aragão: “Passava na TV , mudava de canal”


  • © Divulgação/TV Globo
  • © Divulgação/TV Globo
  • © Divulgação/TV Globo
  • © Divulgação/TV Globo
  • © Divulgação/TV Globo
  • © Divulgação/TV Globo
  • © Divulgação/TV Globo
  • © Divulgação/TV Globo
  • © Divulgação/TV Globo
  • © Divulgação/TV Globo
  • © Divulgação/TV Globo
  • © Divulgação/TV Globo
  • © Divulgação/TV Globo
  • © Divulgação
  • © Divulgação
  • © Divulgação
  • © Divulgação
  • © Divulgação
  • © Divulgação


Estrela do filme “A Filha dos Trapalhões”, lançado em 1984, Fernanda Brasil não guarda boas lembranças de Renato Aragão. Processando o humorista, a ex-atriz mirim falou sobre a mágoa que tem do veterano, em entrevista ao “Domingo Show”, da Record.





VOCÊ VIU? Dedé Santana avalia relação com Renato Aragão: “Somos tipo marido e mulher”

Participe da campanha #CaleoAssédio

A loira contou que ficou anos sem conseguir assistir aos programas do artista na Globo. “No início, eu não conseguia ver o Renato Aragão. Passava na TV e eu mudava de canal”, disse a Geraldo Luís.



A jovem entrou com uma ação contra o famoso por nunca ter recebido valores referentes aos direitos de imagens do longa – que fez dois milhões de espectadores no cinema, foi bastante reprisado na televisão e lançado em VHS e DVD.

“Se eles estão ganhando dinheiro, por que eu não tenho parte disso? Minha mãe pode ter autorizado, quando eu era criança, a fazer o filme. Mas eu não autorizei hoje em dia. A minha imagem é minha”, justificou a moça, que tinha quatro anos quando foi selecionada para o projeto.

A entrevista de Fernanda será exibida na edição do próximo domingo (12) do “Domingo Show”.

Atriz ganhou batalha contra humorista

Em abril, Aragão perdeu em segunda instância a ação movida por Fernanda. Além do humorista, a Europa Filmes, Infoglobo e a TV Globo também estão envolvidos na polêmica.

Segundo o jornal “O Dia”, na apelação, a artista ganhou uma indenização por danos morais no valor de R$ 20 mil com juros e correção desde o mês de agosto de 2014. O valor pelos danos materiais será calculado em breve por um perito judicial e o montante da indenização poderá passar de R$ 1 milhão.