Final do “Canta Comigo” tem dança de Gugu e homenagem


© Record TV


O “Canta Comigo” chegou ao fim nesta quarta-feira (4) e consagrou Franson como grande campeão. O haitiano conquistou o prêmio de  R$ 300 mil na segunda temporada da competição. No entanto, o programa foi marcado pela emoção de ser o último apresentado por Gugu Liberato, morto aos 60 anos após sofrer um acidente doméstico em casa, nos Estados Unidos.

VOCÊ VIU? Moacyr Franco volta à TV Globo na série “Segunda Chamada” 

Número de seguidores do filho de Gugu Liberato dobra na web 

Por Sandro, Lurdes comete novo crime em “Amor de Mãe” 

Cid Moreira zoa Glória Maria e ela rebate: “Velha é a mãe” 

No final do programa, os 100 jurados do programa pegaram o âncora de surpresa e cantaram “Pintinho Amarelinho”. Gugu caiu na risada e aproveitou para fazer a coreografia do clássico no palco.

Em seguida, a Record homenageou Gugu com uma retrospectiva dos melhores momentos do apresentador no “Canta Comigo” ao som de “O Bêbado e a Equilibrista”.

Nas redes sociais, os internautas se emocionaram com a homenagem e a hashtag #FinalCantaComigo chegou a ser um dos assuntos mais comentados do Twitter.

  • © SBT

    Nascido em 10 de abril de 1959, Antônio Augusto Moraes Liberato ficou conhecido nacionalmente como Gugu Liberato

  • © Instagram

    Filho de portugueses, Gugu escrevia cartas para Silvio Santos para sugerir programas. A atitude lhe rendeu um contrato com o canal

  • © SBT

    O loiro começou na TV como assistente de produção do “Domingo no Parque”, apresentado por Silvio Santos, quando tinha 14 anos

  • © SBT

    Gugu apresentou sucessos como o “Viva Noite”, “Sabadão Sertanejo” e “Domingo Legal”

  • © SBT

    Disputado, Gugu chegou a ser contratado pela Globo, em 1987. Contudo, foi recontratado pelo SBT sem sequer ter tido tempo de estrear seu novo programa na concorrente de Silvio Santos

  • © YouTube

    Gugu chegou a se arriscar como ator e atuou no cinema ao lado de Xuxa Meneghel, Angélica e de Os Trapalhões

  • © SBT

    O artista também investiu na música e fez sucesso com o “Gugu Para Crianças”, álbum que chegou a vender 100 mil cópias

  • © Record

    O loiro recebeu 11 estatuetas do Troféu Imprensa – famosa premiação promovida por Silvio Santos

  • © SBT

    Gugu também foi protagonista de um grande escândalo no SBT, em 2003. O apresentador levou para o palco de seu programa no SBT dois supostos membros de uma facção criminosa de São Paulo. Na ocasião, os tais bandidos fizeram ameaças a apresentadores e políticos. Contudo, constatou-se depois que tudo não passou de uma farsa. O comunicador, contudo, garantiu não saber de nada. O fato teria sido armado pela produção da atração

  • © Divulgação

    O “Domingo Legal” chegou a ficar fora do ar por uma semana após o escândalo, por determinação da Justiça

  • © Divulgação

    Em 2009, Gugu Liberato deixou o SBT e acertou com a Record

  • © Record

    No canal dos bispos apresentou o “Programa do Gugu” até 2013, quando decidiu deixar a emissora

  • © Record

    Em 2015, porém, retornou à Record para a primeira temporada de sua nova atração, batizada de “Gugu”

  • © Record

    Atualmente, o loiro comandava o “Power Couple” e o “Canta Comigo” no canal paulista

  • © Instagram

    Na vida pessoal, Gugu era casado com a médica Miriam di Matteo

  • © Instagram

    Com a esposa, Liberato teve três filhos: João Augusto, de 16 anos, e as gêmeas Marina e Sofia, de 13 anos



Close sidebar