Funcionário da Globo é mantido refém após assalto durante gravação


© Instagram


Um funcionário da Rede Amazônica, afiliada da Globo, foi feito refém após um assalto. Além do rapaz – que é cinegrafista da emissora e foi levado pelos bandidos – também foram rendidos a apresentadora Natalia Teodoro e a produtora Camila Romano, que relatou como tudo aconteceu.





VOCÊ VIU? Anitta e Pedro Scooby se separam após três meses de romance

Cleo rebate seguidores após ser chamada de “gorda”

Rodrigo Bocardi revela aversão inusitada na TV: “Fresco”

Filho de Chaves vai às lágrimas ao ver musical sobre seu pai

“A entrevistada, uma moradora do bairro e a Natália (Teodoro, apresentadora do Jornal do Amazonas 2ª edição) já estavam no carro. O cinegrafista estava se preparando para entrar e eu fora, voltando com as coisas que guardaria dentro do veículo da empresa. Foi quando vi que os dois rapazes bem jovens, um deles de farda escolar, estava com uma arma de fogo e dizia: ‘Calma tia. Não queremos levar nada de vocês’”, contou.

E relembrou como se sentiu ao ver o colega sendo mantido refém pelos criminosos: “Nosso desespero maior foi ter visto o Fabrício (Costa, cinegrafista) saindo cantando o pneu e com o porta-malas aberto. Eu liguei logo para 190”.

Após o susto, o cinegrafista relembrou os momentos de tensão que viveu no dia do assalto. “Sabia que estava sendo sequestrado e pensava toda hora na família. Mas os suspeitos começaram a conversar comigo: ‘Não tio, a gente não vai fazer nada com você, não vamos levar nada, só queremos sair daqui porque querem matar a gente’”, afirmou.

Vale destacar que foi registrado um Boletim de Ocorrência no 27º distrito, entretanto, os dois suspeitos continuam foragidos.