Jornalista demitida às vésperas do Natal processa TV Cultura


© TV Cultura


Cláudia Tavares iniciou uma batalha judicial contra a TV Cultura, após ser demitida no meio do plantão de Natal de 2016.





VOCÊ VIU? Cunhada diz que Thais Fersoza fez Teló romper com irmão

Na reta final da gravidez, Eliana recebe alta hospitalar

Lady Gaga é intimada a depor em caso de abuso contra Kesha

Vestida de homem, Ivana será hostilizada na rua em “A Força”

A audiência entre a jornalista e a emissora está marcada para a próxima quarta-feira (2), em São Paulo, de acordo com o colunista Flávio Ricco.

Na época, a demissão da ex-apresentadora do “Repórter Eco” revoltou colegas de emissora. Isso porque, de ter direito a um ano de estabilidade, Cláudia fazia parte da CIPA, a comissão interna de prevenção de acidentes.

“Foi uma demissão ilegal”, disse Tavares.



Ainda de acordo com a publicação, a profissional está a dois anos de conseguir sua aposentadoria. Caso dê tudo certo, a jornalista vai pedir reintegração.



Cláudia Tavares estava na TV Cultura há mais de 20 anos. Na ocasião, a jornalista fez um longo desabafo: “Coragem vem de core, coração. Meu grande guia. Dia 21 de dezembro de 2016, dia da festa de confraternização dos funcionários da TV Cultura de São Paulo, fica marcado como o dia em que a emissora decidiu não contar mais com meu trabalho como repórter. Foi no meio do plantão de Natal. Na Redação, nenhum chefe. Parece que o dia foi escolhido a dedo para que ninguém me olhasse nos olhos…”.