Leão Lobo revela estupro coletivo aos 16 anos de idade


© Divulgação/SBT


O apresentador Leão Lobo, de 66 anos, revelou que passou por um episódio de agressão e estupro coletivo aos 16 anos de idade. Ele contou que foi levado a um local enquanto estava na praia e a agressão foi tão intensa que ele chegou a esquecê-la.





VOCÊ VIU? Casa onde Elvis Presley passou a lua de mel é anunciada

Amazon divulga o elenco da série de “O Senhor Dos Anéis”

Léo Santana divulga “All Mare” com participações especiais

Giovanna Antonelli relembra Capitu, de “Laços de Família”

“Estava em Mongaguá (em São Paulo), vi um rapaz deitado na areia e o achei muito bonito. Fui e voltei, até que ele levantou e me chamou para ir a um lugar com ele. Me levou para uma casa e quando cheguei lá tinham mais quatro rapazes. Eles trancaram a porta com um prego e é mais fácil eu te dizer o que não chegou a acontecer ali, de tanta coisa que aconteceu”, relembrou ele em entrevista à Luciana Gimenez.

No depoimento, que vai ao ar nesta segunda-feira (7), no programa “Superpop”, da RedeTV!, o apresentador disse que precisou fazer terapia para superar o abuso.

“Foi tudo tão violento a ponto de eu esquecer. Só consegui lembrar disso de novo na terapia, anos depois, e chorei muito. Fiquei muito mal porque foi bem forte”, afirmou.



Leão Lobo defendeu que é necessário incluir a discussão sobre direitos para a comunidade LGBTQ+. “Precisamos discutir e militar, mas com sutileza. Tudo o que é excessivo acaba indo para um caminho contrário. Não adianta ir para a Parada [Gay] e ficar pelado, tirar a roupa… Não precisa disso. A palavra é tudo”, afirmou.



Sobre falar publicamente a respeito de sua orientação sexual, ele relembrou que a sua sexualidade veio à tona ao participar de um programa na TV. “Isso era um tabu muito grande, tanto que eu assumi sem querer querendo durante o programa da Silvia Poppovic”, recordou.