Lima Duarte sobre Regina Duarte: “Me lembrou a Chapeuzinho”


© Divulgação/TV Globo


Convidado do “Conversa com Bial” desta última quinta-feira (21), Lima Duarte falou sobre política em entrevista ao programa. “Nunca vi nenhum ator, ou atriz, entrar para a política e dar certo”, fazendo referência ao caso de Regina Duarte, que deixou de ser secretária especial da Cultura do governo de Jair Bolsonaro após somente dois meses no cargo.

VOCÊ VIU? Anitta anuncia live; transmissão acontece neste sábado

Sobre quarentena, Gio Ewbank afirma: “Nunca trabalhei tanto”

Paizão, Luciano Camargo seca o cabelo da filha: “Com amor”

Viviane Araújo processa mulher do ex e pede indenização

“Regina caiu quando entrou”, comentou. “Me lembrou a história da Chapeuzinho Vermelho. A Chapeuzinho perdida encontrou com o lobo, se abraçaram, vamos casar, não casou, vamos casar, casou. Eu estava esperando o resultado do casamento, e ele jantou ela”, ressaltou.

Lima tem uma carreira espetacular na televisão e interpretou personagens inesquecíveis, como Zeca Diabo (O Bem-Amado, 1973), Sinhozinho Malta (Roque Santeiro, 1985), Sassá Mutema (O Salvador da Pátria, 1989) e Josafá (O Outro Lado do Paraíso”, 2017). O ator estava presente quando foi oficialmente inaugurada a TV Tupi, em 18 de setembro de 1950.

“Só tenho eu como vivo”, disse ele, que completou 90 anos de idade no dia 29 de março, quando o Brasil já havia entrado em quarentena por causa da pandemia do coronavírus.

Sobre o período de isolamento social, Lima contou que vive recluso em seu sítio, no interior de São Paulo. “Estou de quarentena há 40 anos (risos). Moro no sítio e tenho visto muito muito streaming”, falou.



Close sidebar