Márcia Goldschmidt explica por que não foi para a Globo


© Instagram


Márcia Goldschmidt começou a trabalhar cedo, ainda aos 9 anos, como babá. Ao relembrar a infância difícil, a apresentadora mencionou o gosto que sempre teve pela leitura e compartilhou uma frase que jamais esqueceu de sua ex-patroa.





VOCÊ VIU? Samantha Schmütz explica por que não quer ter filhos

Ivete Sangalo deixa o “The Voice” e Brown está de volta

Xuxa tem aval da Record TV para gravar programas da Globo

“Me arrependo do pedido de demissão”, diz Leo Dias sobre SBT

“Sempre fui muito estudiosa, adoro conhecer coisas e a mãe das crianças [que eu cuidava], me lembro que era uma família de juízes em Higienópolis (São Paulo), me pegava lendo sempre e me disse: ‘Pessoas como você, a gente logo vê que vão sair dessa condição bem cedo’. Isso me marcou muito”, relembrou.

Em 1995, quando tinha 33 anos, Márcia deu início à carreira na TV na extinta Rede Mulher e dois anos depois conquistou uma vaga de apresentadora no SBT. Embora tenha recebido convites para sair da emissora da família Abravanel, ela explicou por que decidiu ficar.

“A Globo me chamou, o Silvio [Santos] descobriu e o bicho pegou. Boni queria me contratar, mas fiquei no SBT por lealdade. O Silvio me deu a grande oportunidade da minha vida e eu não podia me vender a qualquer coisa”, revelou à Daniela Albuquerque.



Mãe das gêmeas Yanna e Victória, de 7 anos, Márcia contou que a gravidez nunca foi um sonho. “Não queria ser mãe, quem queria era meu marido. Fiz porque sou ousada, achei que nunca daria certo e vieram duas meninas”, comentou.



Ela passou por complicações durante a gestação, precisando ficar internada durante cinco meses. “Vivi todo aquele período pedindo a Deus mais um dia, minha luta era diária”, contou, emocionada. Atualmente, Márcia mora em Portugal com o marido Nuno Rêgo e as duas filhas.