• © TV Globo

    Na faixa das 21h da TV Globo, “O Sétimo Guardião” é cheia de mistérios. A trama, escrita por Aguinaldo Silva, desafia a retratação da realidade com seus personagens peculiares.

    Com destaque para um homem que se transforma em gato, o León (Eduardo Móscovis), a novela conta com diversos mistérios em torno de um lago cheio de poderes na cidade de Serro Azul, que desperta a curiosidade e o interesse de moradores do local.

    O folhetim, porém, não é o único com personagens incomuns. Relembre, nas páginas a seguir, outras novelas com figuras místicas.

  • © Divulgação

    “Pantanal” (1990), da Rede Manchete, tinha um núcleo misterioso em sua trama. Juma (Cristiana Oliveira) se transformava em onça-pintada, além de ser conhecida na região pela peculiaridade

  • © TV Globo

    Serena (Priscila Fantin) tinha o espírito reencarnado de Luna (Liliana Castro) – que faleceu em um assalto ao lado do amado, Rafael (Eduardo Moscovis) -, em “Alma Gêmea” (2006), da TV Globo

  • © TV Globo

    Thiago Fragoso viveu um vidente em “O Profeta” (2006), da TV Globo

  • © TV Globo

    Zoraide (Jandira Martini) conseguia ver o futuro na borra de café, em “O Clone” (2001), da TV Globo

  • © TV Globo

    Tarcísio Meira e Claudia Raia eram vampiros, ao lado de outros personagens, em “O Beijo do Vampiro” (2002), da TV Globo

  • © TV Globo

    Mariquita (Laura Cardoso) era a senhora mística de “Araguaia” (2010), da TV Globo, e conseguia reconhecer as intenções boas e ruins das pessoas

  • © TV Globo

    Mercedes (Fernanda Montenegro) conseguia saber sobre o futuro ao conversar com ‘Eles’, que eram seres de outro plano, em “O Outro Lado do Paraíso” (2017), da TV Globo

  • © TV Globo

    Mãe Benta (Teuda Bara) era uma benzedeira muito requisitada na Vila de Santa Fé, em “Meu Pedacinho de Chão” (2014), da TV Globo

  • © TV Globo

    Laio (Perry Salles) estava sempre focado em estudos de parapsicologia, astrologia, ocultismo e mistério em “Mandala” (1987), da TV Globo

  • © Manchete

    Joventino (Cláudio Marzo) , de “Pantanal”, também era conhecido como o Velho do Rio (Cláudio Marzo), e curava pessoas que eram mordidas pela cobra boca-de-sapo ou as guiava quando se perdiam pelo pantanal

  • © TV Globo

    Eva (Malu Mader) e Nina (Maria Flor), de “Eterna Magia” (2007), da TV Globo, eram duas bruxas

  • © TV Globo

    Áurea (Mônica Torres) foi uma vidente, em “Sangue Bom” (2013), da TV Globo

  • © TV Globo

    Nanda (Fernanda Vasconcellos), grávida de Leo (Thiago Rodrigues), sofreu um acidente e deixou os filhos gêmeos aos cuidados do pai, mas seu espírito acompanhou o crescimento das crianças, em “Páginas da Vida” (2006), da TV Globo

  • © TV Globo

    Mesmo após seu assassinato, Salomão Hayalla (Daniel Filho) aparecia para seu filho, no remake de “O Astro” (2011), da TV Globo

  • © TV Globo

    Daniel (Jayme Matarazzo) foi um rapaz que morreu em um acidente de carro e no plano espiritual passou a cuidar da amada, Viviane (Nathalia Dill). Ele tinha a companhia do anjo Seth (Alexandre Rodrigues), em “Escrito Nas Estrelas” (2010), da TV Globo

  • © TV Globo

    Cristal (Sandy), de “Estrela-Guia” (2001), da TV Globo, usava as forças da natureza para tomar as suas decisões

  • © TV Globo

    Caíque (Sérgio Guizé) era um jovem médico que desenhava uma mulher desde a infância, em “Alto Astral” (2014), da TV Globo. Anos depois, ele descobre que ela existe e namora seu irmão (Thiago Lacerda)

  • © TV Globo

    Rodrigo (Gabriel Braga Nunes), de “Amor Eterno Amor” (2012), da TV Globo, tinha o dom de conseguir domar qualquer animar. Por isso, foi sequestrado pelos tios para trabalhar em um circo

  • © TV Globo

    Diana (Bia Deidl) era literalmente o Anjo da Morte em “O Sexo dos Anjos” (1989), da TV Globo

  • © Record

    “Caminhos do Coração” (2007), da Record, tinha diversos personagens poderosos e misteriosos, mas Gór (Julianne Trevisol), definitivamente, era uma das mais místicas, já que conseguia convencer a todos só com o olhar, e, assim tinha quase tudo o que queria

  • © TV Globo

    Apesar de ter vários personagens místicos, “Saramandaia” (2013), da TV Globo, assustou com o lobisomem Aristóbulo (Gabriel Braga Nunes)

  • © TV Globo

    Sucesso no horário das 19h na TV Globo, “O Tempo Não Para” contou a história de uma família que é congelada no século 19 e acorda nos dias atuais, em uma praia do Guarujá, em São Paulo. A personagem Marocas (Juliana Paiva) mostrou sua verdadeira idade ao ser contaminada por um vírus no último capítulo da novela, mas, misteriosamente, acabou voltando à sua versão ‘jovem’

  • © TV Globo

    Selena (Marina Moschen) foi uma importante personagem de “Deus Salve o Rei” (2018), da TV Globo. A mocinha descobriu que era bruxa e acabou ganhando destaque na trama

  • © TV Globo

    Brice (Bia Arantes) também foi uma bruxa em “Deus Salve o Rei”. Contudo, do mal. A personagem teve um fim dramático na novela, cheio de efeitos especiais

  • © TV Globo

    Agnes (Mel Maia) foi a bruxinha que chegou a “Deus Salve o Rei” para reforçar o núcleo místico da trama medieval

  • © TV Globo

    Joãozinho de Dagmar (Paulo Betti) foi um personagem místico que fazia previsões sobre o apocalipse, entortava colheres e ainda exalava perfume em “O Fim Do Mundo”, da TV Globo

  • © TV Globo

    Um dos personagens mais assustadores da década de 90 na TV Globo foi o Cadeirudo, de “A Indomada” (1997). O mistério envolvendo a figura que andava de forma desengonçada e atacava mulheres durante noites de lua cheia na cidade de Greenville foi resolvido quando descobriu-se que ele era, na verdade, a beata Lurdes Maria (Sônia de Paula)

  • © TV Globo

    Vladimir Polanski, o Vlad (Ney Latorraca), de “Vamp” (1991), foi o primeiro vampiro da TV Globo. O personagem, ao contrário de ser assustador, ganhou a graça do público por ser cômico

  • © TV Globo

    A mulher de branco {Cláudia Alencar), de “Tieta” (1989), da TV Globo, era uma personagem misteriosa que atacava os homens de Santana do Agreste. Apesar de nenhuma das vítimas revelar o que a entidade fazia com eles, dava para imaginar, já que eles sempre eram encontrados sem as calças

  • © TV Globo

    O Professor Astromar Junqueira (Rui Rezende), de “Roque Santeiro” (1985), da TV Globo, era o lobisomem de aparência estranha, muito culto e misterioso

  • © TV Globo

    Sergio Cabeleira, que era careca, foi um personagem de “Pedra Sobre Pedra” (1992), da TV Globo, que ficava completamente hipnotizado pela lua cheia de uma forma misteriosa

  • © TV Globo

    Alexandre (Guilherme Fontes) se envolveu em um crime e acabou sendo preso, em “A Viagem” (1994), da TV Globo. A pressão foi tão grande que ele se suicidou, mas com a promessa de se vingar de todos os responsáveis pela sua condenação. O personagem, então, sempre causava calafrios quando surgia como assombração na novela e exercia poderes sobre os seus desafetos

Mistério: Relembre os personagens místicos da TV





Notícias Relacionadas

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

PUBLICIDADE