Multishow se arrepende e inclui piada homofóbica em “Chapolin”


© Divulgação


Após surgirem reclamações do público, o Multishow decidiu manter a dublagem original de “Chapolin”. Isso porque o canal pago havia censurado uma fala considerada homofóbica.





VOCÊ VIU? Ana Maria chora ao ver Spiller e Novaes homenagearem o filho

Mulher viraliza após sofrer acidente durante telejornal da Globo

Mya-Lecia Naylor, atriz de “Almost Never”, morre aos 16 anos

Sophia Abrahão surge pela 1ª vez após colocar silicone nos seios

Na cena, a personagem de Maria Antonieta de las Nieves ironizava a ajuda fracassada do protagonista. “Era melhor ter chamado o Batman no lugar do Chapolin Colorado”, disparava.

E, então, o super-herói de Roberto Bolaños respondia: “Em primeiro lugar, Batman não está porque viajou em lua de mel com Robin”.

A emissora considerou o diálogo preconceituoso e decidiu mudar para “Batman não pôde vir porque furou o pneu do Batmóvel” – o que não agradou grande parte dos telespectadores.



“Erramos nesse caso, mas ainda erraremos muito. E que bom, porque é vivo, é uma troca, não é uma decisão única, unilateral, enfiada goela abaixo. Estamos aqui para ouvir, discutir juntos e ajustar. Somos fãs também e sabemos que ainda teremos muitas batalhas pela frente”, explicou Tatiana Costa, a diretora de conteúdo do Multishow, ao “Uol”.



“Existe, por trás, obviamente, um cunho homofóbico, uma coisa mais machista. Entendemos que era uma piada preconceituosa. Lá atrás, nos anos 70 e 80, era considerada normal, mas felizmente hoje não é mais aceitável. Você não diria isso para o seu filho, estamos em um outro momento da vida. Tentamos suavizar isso”, completou.