Najila e Prior dependem da Justiça para integrar “A Fazenda”


© Instagram


Convidados para estar na edição deste ano de “A Fazenda”, Felipe Prior e Najila Trindade dependem de um aval da Justiça para ter suas participações confirmadas. Os dois devem esperar o desfecho ou a pausa dos casos que estão envolvidos para ingressar no reality show da Record. O confinamento no programa deve acontecer entre setembro e dezembro.





VOCÊ VIU? Ator mirim, de “This Is Us”, relata episódios de racismo

Manu Gavassi rebate haters: “Não vou nunca me intimidar”

Stênio Garcia desmente estar vivendo na “extrema pobreza”

Silvio Santos deve voltar a gravar no SBT apenas em 2021

Felipe Prior, ex-integrante do “Big Brother Brasil 20”, foi acusado de abuso sexual por quatro mulheres. O caso está sendo investigado na Delegacia de Defesa da Mulher de São Paulo. Segundo a delegada Maria Valéria Pereira Moraes, a investigação está perto do fim. Mesmo com a polêmica, a Record vê com bons olhos a participação do ex-BBB. Vale lembrar que o paredão dele com Manu Gavassi bateu o recorde mundial, com mais de 1,5 bilhão de votos.

Najila Trindade, por sua vez, foi convidada para “A Fazenda” em 2019, mas não pôde participar, justamente por conta dos compromissos na Justiça no caso onde acusou Neymar de abuso sexual. Esse caso foi arquivado. Porém, o jogador pretende acionar a modelo judicialmente por causa das acusações que sofreu e para evitar que ela volte a falar do caso.



Segundo informações do colunista Fefito, Tiago Ramos, ex-namorado de Nadine Gonçalves, mãe de Neymar, e  Dierson, amigo do atleta, também estarão na próxima edição de “A Fazenda”. Além deles, Jojo Todynho, Thomaz Costa, Babi Muniz e Tati Minerato estão cotados para o reality show.