“Pânico” negocia com Record para continuar no ar


© Band


Após os rumores de que o “Pânico na Band” vai, de fato, chegar ao fim, a equipe do programa tem se mobilizado para conseguir manter a atração no ar. Mesmo que em outro canal. Para isso, a rádio Jovem Pan – dona do formato – engatou negociação com a Record para garantir a ‘sobrevivência’ do humorístico por pelo menos mais um ano.

VOCÊ VIU? Fátima e novo namorado já tiveram ‘lua de mel’ na Europa

Namorado desconversa sobre Fátima: “Prefiro não falar”

Grávida, Patricia Abravanel cai ao vivo no palco do Teleton

Jacqueline Brazil estreia no “JN” e faz sucesso na web

Há duas semanas, Walter Zagari, vice-presidente comercial da Record, almoçou com Antônio Augusto Amaral de Carvalho Filho, o Tutinha, dono da Jovem Pan, segundo o “Notícias da TV”. Agora, a emissora do bispo Edir Macedo tem feito estudos de viabilidade de grade e comercial para ter a produção em 2018.

Embora tenha contrato vigente com a trupe de Emílio Surita até o próximo ano, a Band teria decidido tirar o programa do ar por considerá-lo caro demais. Desde 2012 no canal, a atração perdeu 35% de seus anunciantes em 2017 e deve encerrar o ano com um rombo de R$ 15 milhões.

A emissora do Morumbi, aliás, já estuda um novo formato de humorístico para as noites de domingo.

Vale destacar que a turma do “Pânico” exige o pagamento de uma multa de R$ 10 milhões pelo rompimento do vínculo pelo canal. A Band, por sua vez, tenta negociar uma rescisão amigável.



Close sidebar