Primeira âncora negra na TV parabeniza Maju por estreia no “JN”


© Divulgação


Joyce Ribeiro, a primeira âncora negra da TV brasileira, usou as redes sociais, no último domingo (17), para parabenizar Maju Coutinho por sua estreia na bancada do “Jornal Nacional”, da TV Globo. Ao mencionar o talento da colega, a jornalista ressaltou a luta de outras profissionais.

VOCÊ VIU? Aos 39 anos, morre Deise Cipriano vítima de câncer no fígado

Sandra Annenberg diz que soube da morte de Boechat ao vivo

MC Mirella é detonada na web após sensualizar em escola 

Após rejeitar filha, Latino é acusado de dever pensão alimentícia

“Lindo momento seu talento nos proporcionou, Maria Júlia Coutinho. Fiquei muito feliz. Sigamos valorizando e multiplicando as conquistas da luta de tantas guerreiras que vieram antes de nós. Parabéns!”, escreveu.





Joyce comanda o “Jornal da Cultura” desde abril de 2018. Entretanto, seu debut na bancada de um telejornal foi no SBT, em 2005.

A profissional não foi a única que ficou feliz com Maju como apresentadora. William Bonner também mostrou sua satisfação em ver a colega como âncora do “JN”. “Na foto copiada do insta do Rodrigo Bocardi, a dupla que registrou um marco histórico no Jornal Nacional. Na estreia na bancada, Maju Coutinho foi Maju. Segurança, tranquilidade e o talento de sempre”, postou nas redes sociais.

Garota do tempo do noticiário, a profissional entrou, no último sábado (16), para a seleta escala de jornalistas que se revezam para substituir Renata Vasconcellos e Bonner quando necessário.

Vale lembrar que Maju já atua como folguista no “Jornal Hoje” desde junho de 2017. Na época, a âncora gravou testes antes de assumir o vespertino no lugar de Sandra Annenberg e Dony De Nuccio.

 

  • © Divulgação/TV Globo

    Maria Júlia Coutinho, ou Maju, como é mais conhecida, estreou em 2005, no “Jornal da Cultura” ao lado de Heródoto Barbeiro. Dois anos mais tarde foi contratada pela TV Globo, onde passou a fazer reportagens. Em 2013, a jornalista obteve êxito como apresentadora de meteorologia e passou a ser a titular do posto

  • © Divulgação/Claudia/Miro

    Maria Júlia Coutinho, ou Maju, como é mais conhecida, estreou em 2005, no “Jornal da Cultura” ao lado de Heródoto Barbeiro. Dois anos mais tarde foi contratada pela TV Globo, onde passou a fazer reportagens. Em 2013, a jornalista obteve êxito como apresentadora de meteorologia e passou a ser a titular do posto

  • © TV Globo

    Maria Júlia Coutinho, ou Maju, como é mais conhecida, estreou em 2005, no “Jornal da Cultura” ao lado de Heródoto Barbeiro. Dois anos mais tarde foi contratada pela TV Globo, onde passou a fazer reportagens. Em 2013, a jornalista obteve êxito como apresentadora de meteorologia e passou a ser a titular do posto

  • Maria Júlia Coutinho, ou Maju, como é mais conhecida, estreou em 2005, no “Jornal da Cultura” ao lado de Heródoto Barbeiro. Dois anos mais tarde foi contratada pela TV Globo, onde passou a fazer reportagens. Em 2013, a jornalista obteve êxito como apresentadora de meteorologia e passou a ser a titular do posto

  • Maria Júlia Coutinho, ou Maju, como é mais conhecida, estreou em 2005, no “Jornal da Cultura” ao lado de Heródoto Barbeiro. Dois anos mais tarde foi contratada pela TV Globo, onde passou a fazer reportagens. Em 2013, a jornalista obteve êxito como apresentadora de meteorologia e passou a ser a titular do posto

  • Maria Júlia Coutinho, ou Maju, como é mais conhecida, estreou em 2005, no “Jornal da Cultura” ao lado de Heródoto Barbeiro. Dois anos mais tarde foi contratada pela TV Globo, onde passou a fazer reportagens. Em 2013, a jornalista obteve êxito como apresentadora de meteorologia e passou a ser a titular do posto

  • Maria Júlia Coutinho, ou Maju, como é mais conhecida, estreou em 2005, no “Jornal da Cultura” ao lado de Heródoto Barbeiro. Dois anos mais tarde foi contratada pela TV Globo, onde passou a fazer reportagens. Em 2013, a jornalista obteve êxito como apresentadora de meteorologia e passou a ser a titular do posto

  • Maria Júlia Coutinho, ou Maju, como é mais conhecida, estreou em 2005, no “Jornal da Cultura” ao lado de Heródoto Barbeiro. Dois anos mais tarde foi contratada pela TV Globo, onde passou a fazer reportagens. Em 2013, a jornalista obteve êxito como apresentadora de meteorologia e passou a ser a titular do posto

  • Maria Júlia Coutinho, ou Maju, como é mais conhecida, estreou em 2005, no “Jornal da Cultura” ao lado de Heródoto Barbeiro. Dois anos mais tarde foi contratada pela TV Globo, onde passou a fazer reportagens. Em 2013, a jornalista obteve êxito como apresentadora de meteorologia e passou a ser a titular do posto

  • Maria Júlia Coutinho, ou Maju, como é mais conhecida, estreou em 2005, no “Jornal da Cultura” ao lado de Heródoto Barbeiro. Dois anos mais tarde foi contratada pela TV Globo, onde passou a fazer reportagens. Em 2013, a jornalista obteve êxito como apresentadora de meteorologia e passou a ser a titular do posto