Record realoca diretores após denúncias de assédio contra repórter


© Record TV


A Record TV decidiu adiantar a reformulação que já estava planejada para o “Domingo Espetacular” após as denúncias de assédio contra Gérson Souza. Na última terça-feira (28), o diretor-geral de Jornalismo, Antonio Guerreiro, e outros três profissionais que exerciam cargos de chefia deixaram a revista eletrônica. Além de Anael de Souza, que foi destituído do cargo de chefe de Redação, para assumir o “Fala Brasil”.

VOCÊ VIU? Lucas Lucco revolta internautas ao comentar morte de Gabriel Diniz

Esposa de Renato Aragão reclama de aeroporto: “Parece rodoviária”

Whindersson pede para fãs não postarem fotos do corpo de Gabriel Diniz

Gabriel Diniz morre no dia do aniversário na namorada

De acordo com o colunista Daniel Castro, apesar de as mudanças já estarem programadas há algum tempo, os planos foram adiantados devido à polêmica envolvendo o repórter e suas colegas de trabalho. Existe uma sindicância dentro da emissora parar apurar a razão pela qual a direção da atração não comunicou as situações de assédio do RH.





Na semana passada, 12 mulheres procuraram as autoridades para denunciar Gérson. Em uma das atitudes consideradas inadequadas, o profissional teria chegado ao ponto de beijar uma repórter sem o consentimento dela. Além de ter dito palavras obscenas à outras moças.

Vale destacar que a Record não se manifestou sobre o assunto, mas confirmou os deslocamentos dos funcionários.