Record se pronuncia após apresentadora denunciar machismo nos bastidores


© Instagram


A Record resolveu se manifestar a respeito das acusações de machismo feitas por Mariana Martins, ex-jornalista da RecordTV de Goiás, no Instagram, na última terça-feira (25).

LEIA TAMBÉM: Polícia acredita que MC Kevin caiu ao confundir varanda; entenda

Ana Maria leva dublê para estúdio e engana equipe do “Mais Você”

Ex de Gabriela Pugliesi, Erasmo Viana engata novo romance

Influenciadora toma ‘café de ouro’ de R$ 250

Ao colunista Leo Dias, a emissora garantiu que a apresentadora foi dispensada por razões meramente profissionais. No entanto, não quis dar mais declarações acerca da polêmica.

Na web, Mariana afirmou que teve até fotos de biquíni expostas em uma reunião para justificar o fato de o “Balanço Geral”, atração regional que comandava, ter perdido audiência.

De um tempo para cá, eu passei a viver vários momentos de constrangimento. O último deles aconteceu no dia 4 de maio, em uma reunião com vários profissionais, onde me disseram que a emissora havia perdido o público C. O público C é o público alvo da RecordTV. Me disseram que eu teria de me virar. Colocaram nesta reunião várias fotos minhas, das redes sociais, para todos verem. Mostraram fotos minhas de biquini, fotos de viagens, e disseram que eu deveria mudar o meu perfil. Eu ouvi o seguinte: ‘Você tem que mudar o seu perfil, a foto está muito bonita’”, relatou.

A comunicadora também garantiu ter como provar tudo o que estava dizendo na rede social. “ O que eu estou falando agora, eu tenho como provar. Gravei esse vídeo para as mulheres entenderem que o que nós vestimos não nos define. Tenho anos de jornalismo e sempre olho as pessoas nos olhos para fazer reportagem. Ouvir que eu tenho de passar uma imagem mais séria, não cabe. Não é porque eu postei uma foto de biquíni, que eu sou menos jornalista”, desabafou.

Mariana Martins ingressou na Record Goiás em 2019. Antes, a moça era âncora do “Bom Dia Goiás”, da TV Anhanguera – filiada da TV Globo.