Saiba por onde andam os ex-participantes do “CQC”!


  • © Band

    O “Custe o Que Custar”, da Band, estreou em 2008 e logo se tornou sucesso entre os brasileiros. Formato baseado no programa argentino “Caiga Quien Caiga”, o projeto ganhou nova cara por aqui sob comando de Marcelo Tas e grande elenco.

    Durou até 2015 a produção do “CQC”, que recebeu em sua bancada nomes como Danilo Gentili, Rafinha Bastos, Oscar Filho, Marco Luque e Felipe Andreoli.

    Outros famosos também já fizeram parte da atração. Será que você lembra de todos? Confira a seguir!

  • © Band

    Marcelo Tas apresentou o “CQC” em quase todas as temporadas do programa na Band. O apresentador decidiu deixar o projeto em 2014, após sete anos na bancada. “Percebi que não conseguiria mais colaborar criativamente com o programa. O CQC é um formato comprado e não há como mexer muito nele, torna-se algo meio engessado”, disse à revista “Veja”

  • © Instagram

    Atualmente, além de projetos próprios online, Marcelo Tas é contratado do Discovery Channel e comandará o programa “Batalha Makers Brasil”, com previsão de estreia neste primeiro trimestre

  • © Divulgação

    Marco Luque dividia a bancada do “CQC” com Marcelo Tas e foi o único a ficar na atração em todas as temporadas desde a estreia, em 2008

  • © Instagram

    Marco Luque, além do trabalho no teatro, ganhou espaço na Globo e atualmente faz participações com seus personagens no “Altas Horas”, comandado por Serginho Groisman

  • Felipe Andreoli passou sete anos no “CQC” e deixou o programa em 2015. O contrato do jornalista acabou no mesmo ano e não foi renovado. Segundo o “Notícias da TV”, ele tentou emplacar um programa de esportes na Band, mas não obteve sucesso nas negociações

  • © Divulgação

    Felipe Andreoli foi contratado pela Globo e assumiu o “Extra Ordinários” no SporTV, além de fazer reportagens para o “Encontro com Fátima Bernardes”. Em 2017, foi promovido e passou a apresentar o “Esporte Espetacular” no lugar de Flávio Canto

  • Rafinha Bastos foi afastado do “CQC” em 2011, após fazer uma piada polêmica com a cantora Wanessa Camargo – que acabou nos tribunais. Insatisfeito, pediu demissão da Band logo em seguida

  • © Instagram

    Rafinha Bastos produziu a versão brasileira do “Saturday Night Live” na RedeTV!, em 2012, e ganhou o programa “A Vida de Rafinha Bastos” no canal pago FOX. Em 2014, assumiu o “Agora É Tarde”, também da Band, no lugar de Danilo Gentili. Chegou a produzir conteúdo para o Multishow e ganhou um especial da Netflix recentemente. Atualmente mora nos Estados Unidos onde apresenta seu stand-up

  • © Band

    Oscar Filho anunciou sua saída do “CQC” no fim de 2014. “Fui mandado embora, me deram um pezão na bunda”, ironizou ele, na época, em seu blog

  • © Record

    Oscar Filho segue com o trabalho de comédia no teatro e, além disso, participou da temporada 2018 do “Dancing Brasil”, da Record, apresentado por Xuxa Meneghel

  • Danilo Gentili deixou o “CQC” em 20011, mas seguiu contratado da Band. Por lá, estreou seu primeiro programa de entrevistas, o “Agora É Tarde”, em 2012

  • © Divulgação/SBT

    O sucesso do talk show atraiu atenção do SBT, que conseguiu contratar Danilo Gentili no fim de 2013. O apresentador está na emissora até hoje, à frente do “The Noite”

  • Rafael Cortez deixou o “CQC” em 2012, a fim de assumir o comando do “Got Talent Brasil”, na Record. Contudo, o vínculo não foi longo e ele voltou ao programa da Band para a temporada 2015

  • © TV Globo

    Fora da Band, Rafael Cortez teve outros projetos e assinou com a Globo em 2016. Fez reportagens para o “Vídeo Show” e “Big Brother Brasil 17. No ano passado, o humorista esteve no “Super Chef Celebridades”, do “Mais Você

  • Monica Iozzi entrou para o “CQC” em 2009, após vencer um concurso. A atriz assumiu as reportagens em Brasília após a saída de Danilo Gentili do programa da Band. Sua saída foi anunciada em 2013

  • © Instagram

    Em 2014, Monica Iozzi estreou como repórter do “Big Brother Brasil”, da TV Globo. Depois, ganhou um papel na novela “Alto Astral” e, em abril de 2015, assumiu o “Vídeo Show” ao lado de Otaviano Costa. Contudo, a famosa não quis seguir no vespertino para poder investir na carreira de atriz. Fez trabalhos como dubladora e esteve no elenco de “Vade Retro” (2017), “Assédio” (2018) e “Carcereiros” (2019)

  • Dani Calabresa entrou para o “CQC” em 2013, depois de ficar nacionalmente conhecida por seu trabalho na MTV. A repórter ficou no programa até 2015

  • © Instagram

    Atualmente Dani Calabresa é contratada da TV Globo, onde já participou do “Zorra” e agora faz parte do elenco do remake de “Escolinha do Professor Raimundo”

  • Maurício Meirelles foi contratado para o “CQC” em 2011 e permaneceu no programa para reportagens até 2015

  • © Instagram

    Fora do “CQC”, Maurício Meirelles se destacou com espetáculos de stand-up comedy e também ganhou espaço no “Pânico na Band”, em 2016. No mesmo ano, integrou o elenco do “X Factor Brasil” e migrou para o SporTV em 2018, para um especial da Copa do Mundo. E tem mais: também acertou participação no “Vídeo Show”, mas o vespertino acabou neste ano

  • Dan Stulbach assumiu o comando do “CQC” em 2014, após a saída de Marcelo Tas, e permaneceu no programa até seu fim, em 2015

  • © Divulgação/TV Globo

    Dan Stulbach ainda permaneceu um tempo na Band, mas voltou à Globo em 2017 para a novela “A Força do Querer”. Atualmente está em “O Sétimo Guardião”, folhetim do horário nobre da emissora

  • Ronald Rios foi escalado para o “CQC” em 2012 e ficou na Band até 2014. Depois, migrou para a Gazeta, onde ficou até 2016

  • Ronald Rios foi demitido da TV Gazeta em 2016, após fazer piada com Edir Macedo, dono da Record e responsável pela Igreja Universal do Reino de Deus. “A Universal compra horário na Gazeta. Fomos cancelados três dias depois”, comentou à revista “Veja” na ocasião. Atualmente o repórter mantém um podcast e um canal de vídeos online

  • © Band

    Guga Noblat entrou para o “CQC em 2013 e ficou na emissora até 2014. O jornalista, contudo, voltou ao canal para participar do elenco de “A Liga”

  • Guga Noblat continua escrevendo sobre esportes e tem uma página para falar sobre política na web

  • Naty Graciano chegou ao “CQC” para a temporada 2014 do programa. Foi demitida pela Band e ganhou espaço em outros programas de TV no Rio de Janeiro

  • Há cerca de 3 anos, Naty Graciano investe na paixão pelo crossfit e mantém um canal sobre lifestyle no YouTube. Além disso, tem uma academia para a prática da modalidade

  • Lucas Salles tem carreira como ator e se arriscou como repórter do “CQC” entre 2014 e 2015

  • © Multishow

    Depois da Band, Lucas Salles continuou com a carreira de ator e também integrou o elenco do canal Parafernalha. Participa do humorístico “A Vila”, do Multishow

  • © Band

    Erick Krominski entrou para a temporada final do “CQC”, em 2015. Dois anos depois, ganhou os noticiários por revelar que é homossexual

  • © Sony

    Erick continua com trabalho na TV e atualmente pode ser visto como apresentador do “Shark Tank Brasil”, reality show de negócios do canal Sony

  • © Band

    Juliano Dip trabalhou apenas na última temporada do “CQC”, em 2015. Contudo, não perdeu o contrato com a Band após o fim do projeto

  • © Band

    Pelo contrário, Juliano foi escalado para o Jornalismo da emissora, com o “Jornal da Band” e o “Café com Jornal”