Wagner Moura e Greenpeace lançam filme sobre desmatamento


© Greenpeace


Wagner Moura se uniu ao Greenpeace para a sequência da animação Rang-tan, intitulada “Tem um monstro na minha cozinha”. O novo filme denuncia o impacto devastador que a produção industrial de carne está tendo em florestas como a Amazônia.





VOCÊ VIU? Disney: Veja o trailer de “Raya e o Último Dragão”

Taís Araújo critica excesso de nudez em “Xica da Silva”

Erika Schneider faz ensaio fotográfico em viagem para Bahia

Betty Faria revela cantadas nas redes sociais: “Oferecidos”

“Estou muito satisfeito por trabalhar neste filme de importância crucial com o Greenpeace. Essa luta nunca foi mais urgente. Juntos, podemos enfrentar as empresas industriais de carne que estão destruindo nossas preciosas florestas e os governos, como o meu no Brasil, que fazem conluio com eles. Espero que este filme inspire muitos a se juntarem à nossa missão de proteger as florestas”, disse o ator, que faz a narração da animação.

A trama conta a história de um menino que aprende sobre o desmatamento que está devastando florestas como a Amazônia. Com uma onça, o menino explora como a carne em nossas cozinhas está alimentando o desmatamento de florestas e como reduzir a carne nas prateleiras dos supermercados, nos cardápios de fast food e em nossas próprias cozinhas pode ajudar a resolver isso.

“Existem poucos lugares mais incríveis e preciosos na terra do que florestas como a Amazônia. No entanto, as pessoas muitas vezes não sabem que muitas das carnes e laticínios em nossas geladeiras estão ligadas aos incêndios e motosserras que estão devastando a Amazônia e outras florestas importantes. As grandes empresas de carnes continuam derrubando nossas florestas em um ritmo surpreendente. Precisamos agir antes que seja tarde demais”, afirmou Wagner.





  • © Greenpeace
  • © Greenpeace
  • © Greenpeace
  • © Greenpeace
  • © Greenpeace
  • © Greenpeace
  • © Greenpeace