Vlogger estuda processar “Pânico na Band” por agressão


© Instagram


Carlos Santana pretende processar o programa “Pânico na Band”, após ter sido agredido durante participação no quadro “Bate ou Regaça”, exibido no último domingo (21).





Veja também:

“Pânico na Band” é banido da Comic Con após lamber participante

Na prova, que consiste em bater ou castigar os participantes que errarem as respostas do quizz, o jovem acertou uma das questões e mesmo assim foi punido. Indignado com a postura dos integrantes da atração, Santana abandonou a competição na metade e desabafou sobre o ocorrido nas redes sociais.

“Fui à gravação do programa por amizade ao Lucas que me chamou de última hora. Chegando lá respondi à pergunta certa e eles queriam me bater. Nas outras perguntas, que errei, recebi as ‘porradas’ sem reclamar, mas acertar, rasgarem o papel e ainda quererem me bater não é justo. Deixei a gravação do programa, uma produtora e o diretor do programa foram atrás de mim, mas resolvi não voltar”, disse ele em vídeo publicado na web.



A trupe do “Pânico” ainda fez piada com a desistência de Carlos Santana.



Mais tarde, o rapaz voltou a comentar sobre o caso, dizendo que não tem nada contra o humorístico, mas que ficou chateado com a situação e estuda processar o programa. Segundo a colunista Keila Jimenez, nem o “Pânico” nem a Band se pronunciaram sobre o caso.