Personagem de Deborah Evelyn entra em “A Regra do Jogo” e levanta suspeita de ser chefe da facção


© Divulgação/TV Globo


Deborah Evelyn adiantou algumas novidades de sua personagem Kiki em “A Regra do Jogo” – trama das 21h da TV Globo -, que tem aparecido em cenas de flashback.

A atriz revelou que a personagem dada como morta há 15 anos, na verdade, não morreu e chegará para mudar o futuro da trama.

Há quem diga, aliás, que a mulher de Romero Rômulo (Alexandre Nero) é o “Pai”, como é chamado o líder da facção criminosa da trama.

“É uma personagem que vem para mexer com a trama inteira. Não posso falar nada porque perde a graça. Tem muita coisa que eu não sei, mas o João [Emanuel Carneiro, autor] me contou coisas muito interessantes. Acho que é como a vida. A gente não sabe o que vai acontecer. Tem muita surpresa e elas são boas. Eu entendo o cuidado dele em não revelar sua história, apesar de o João ter uma capacidade impressionante de criar coisas novas e não ficar segurando tramas”, afirmou a atriz em entrevista ao “Notícias da TV”.

Apesar disso, Deborah deixou escapar que Kiki “esteve presa”.

E completou: “O que posso dizer é que a Kiki chega com questões que têm a ver com a espinha dorsal da novela e vai esclarecer muitas coisas. Ao mesmo tempo, ela vai trazer outras questões à tona, e tudo isso é muito interessante e desafiador”.

Entenda

Kiki foi dada como morta após um sequestro. Filha mais velha de Gibson (José de Abreu) e Nora (Renata Sorrah), ela trabalhava com o pai na presidência da empresa. Seu casamento com Romero ia de mal a pior quando ela foi sequestrada.



Close sidebar